20 de dezembro de 2005



Victor Matos e Sá (1926-1975)

Quando os teus olhos absorvem
todas as cores da minha
mais íntima tristeza,
e compreendes e calas e prometes
um lugar qualquer na tua alma,
e a tua voz demora a regressar
ao neutro compromisso das palavras,

sei que as tuas mãos ajudariam
a limpar estas lágrimas antigas
por dentro do meu rosto.

Victor Matos e Sá

.

2 comentários:

Bitta disse...

Também me encontro mais nas palavras dos outros do que nas minhas... Gostei muito de passar por aqui!!! Voltarei.

douglas D. disse...

poesias dilacerantes aqui! impossível não voltar.