7 de setembro de 2005


Camilo Pessanha(1867-1926)

Il pleure dans mon coeur
Comme il pleut sur la ville.
Verlaine

Meus olhos apagados,
Vede a água cair.
Das beiras dos telhados,
Cair, sempre cair.

Das beiras dos telhados,
Cair, quase morrer...
Meus olhos apagados,
E cansados de ver.

Meus olhos, afogai-vos
Na vã tristeza ambiente.
Caí e derramai-vos
Como a água morrente.


Camilo Pessanha, Clepsidra

3 comentários:

Amélia disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Amélia disse...

Gosto de vir aqui, desde que descobri o blogue.E agradeço ter colocado um link para o meu.Um abraço e bom trabalho!

3:09 PM

Graça disse...

Agradeço as visitas e retribuo-as regularmente - e dou sempre as viagens por bem empregues.
Achei interessante a "coincidência" com Camilo Pessanha...